03/02/2021 Diferença entre a cirurgia convencional e a cirurgia de Mohs

A cirurgia convencional e a cirurgia micrográfica de Mohs são duas técnicas distintas para o tratamento do câncer de pele.Há duas diferenças chaves entre as técnicas:

1 - Momento do exame das margens cirúrgicas para ver se o tumor foi retirado por completo.- Cirurgia micrográfica de Mohs: o exame é realizado imediatamente após a retirada da lesão (enquanto isso, o paciente aguarda cerca de 30-60 minutos em uma sala de espera).- Cirurgia convencional: o fragmento de pele retirado é enviado a um laboratório de patologia, e leva alguns dias/semanas para sair o resultado.

2 - Quantidade de margem cirúrgica examinada- Cirurgia micrográfica de Mohs: devido à forma como a pele é excisada e ao “aplainamento” das margens, 100% das margens laterais e profundas são avaliadas.- Cirurgia convencional: O fragmento retirado é fatiado como um pão de forma (em inglês usa-se o termo “breadloaf” para isso), o que permite examinar cerca de 1-2% das margens cirúrgicas.Essas diferenças permitem que, na cirurgia de Mohs, seja inicialmente retirada margem de 1-2 mm. No caso de a margem vir comprometida, um novo fragmento é retirado apenas no local acometido pelo tumor.Já na cirurgia convencional é necessário remover 4 a 6 mm de pele aparentemente sadia ao redor do tumor, o que é conhecido como “margem de segurança”.

Referências: Kimyai-Asadi A, Goldberg LH, Jih MH. Accuracy of serial transverse cross-sections in detecting residual basal cell carcinoma at the surgical margins of an elliptical excision specimen. J Am Acad Dermatol 2005;53(3):469-74.SN Tolkachjov, DG Brodland, et al. Understanding Mohs Micrographic Surgery: A Review and Practical Guide for the Nondermatologist. Mayo Clin Proc. 2017;92(8):1261-1271.#cirurgiademohs#cancerdepele#carcinomabasocelular